Intercâmbio de profissionais brasileiros tem início em museus da Dinamarca

A restauradora e conservadora brasileira Marcia Escorteganha (à esquerda) ao lado de professora da Escola de Restauro de Copenhague.

A restauradora e conservadora brasileira Marcia Escorteganha (à esquerda) ao lado de professora da Escola de Restauro de Copenhague.

Já está em solo dinamarquês a primeira dos quatro profissionais do setor brasileiro de museus selecionados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) para intercâmbio profissional em museus daquele país realizado em parceria com a Agência Dinamarquesa de Cultura.

A conservadora e restauradora Marcia Escorteganha chegou a Copenhague, capital dinamarquesa, na última segunda-feira (7), e já deu início a sua temporada de trabalho de duas semanas no Royal Danish Collection, uma das principais instituições museais da Dinamarca.

Na terça-feira (8), Escorteganha foi recebida pelo conservador da instituição Andreas Grinde e pela restauradora de mobiliário Boldi Stauning. No mesmo dia, visitou o Castelo Rosenborg, vinculado à Royal Danish Colletion. Na quarta-feira (9), conheceu de perto a Escola de Restauro de Copenhagen o Palácio de Amalienborg, residência oficial de inverno da família real dinamarquesa.

Outros três profissionais brasileiros chegarão à Dinamarca para participar de intercâmbio em instituições museais nos próximos meses: Janine Menezes y Ojeda (Museu Nacional da Dinamarca, de 4 a 15 de abril); Filipe Cesar Campos de Faria Morais (Brandts – Museu de Arte Fotográfica e Visual, de 18 a 29 de abril); e Renata Carleial, que fará intercâmbio no Museu de Louisiana e no Museu Nacional a Céu Aberto de História e Cultura Urbana, na cidade de Aarhus, em maio.

Dentre os quatro selecionados, duas são servidoras do Instituto Brasileiro de Museus: a museóloga Janine Ojeda é vinculada ao Museu da Inconfidência, em Ouro Preto (MG), e a arquiteta Renata Carleial atua na Representação Regional do Ibram no Rio de Janeiro (RJ).

Como parte do intercâmbio Brasil-Dinamarca, cinco representantes de museus dinamarqueses já conheceram a experiência de igual número de museus brasileiros em 2015, quando profissionais das instituições Museum Vestsjælland, Museum of Middelfart, Museum Vesthimmerland, The Rock Museum/Roskilde e The Storm P. Museum realizaram intercâmbio no Museu do Homem do Nordeste, Museu Bispo do Rosário de Arte Contemporânea, Museu da República, Museu da Imagem e do Som de São Paulo e Museu da Gente Sergipana, respectivamente.

Saiba mais sobre o programa de intercâmbio.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days