Ibram pede apoio internacional à proteção do patrimônio museológico

Durante encontro no Rio de Janeiro (RJ), na última segunda-feira (15), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), José do Nascimento Junior, entregou ao presidente do Conselho Internacional de Museus (ICOM), Hans-Martin Hinz, documento com contribuições do Ibram para a construção de um instrumento normativo internacional sobre patrimônio museológico e coleções.

Iniciativa do Ibram no âmbito da cooperação cultural Ibero-americana, a proposta tem como objetivo buscar soluções para os riscos que ameaçam o patrimônio museológico e as coleções em diversas nações, em especial nos países em desenvolvimento.

O texto destaca que há hoje cerca de 55 mil museus em todo o mundo e muitos deles continuam vulneráveis a situações de risco e perda, que incluem os desastres naturais, a má conservação, a falta de recursos técnicos e humanos, a ação criminosa em furtos, roubos ou atos de vandalismo, as instabilidades políticas nos países que abrigam este patrimônio e conflitos armados.

O documento, que já havia sido apresentado durante a XIV Conferência Ibero-americana de Cultura, ocorrida em Assunção (Paraguai) no início deste mês, foi submetido pela Delegação Permanente do Brasil junto à UNESCO ao secretariado do órgão, que deve deliberar sobre o tema em suas próximas reuniões.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days