Ibram firma convênios voltados a museus do Paraná e Rio Grande do Sul

O Ibram assinou, no dia 1º de fevereiro, dois convênios para repassar recursos a museus do Paraná e do Rio Grande do Sul. O acordo firmado com a Secretaria de Estado da Cultura do RS beneficiará o Museu Júlio de Castilhos, localizado em Porto Alegre. Já o firmado com a Secretaria de Estado da Cultura do Paraná destinará recursos ao Museu da Imagem e do Som (MIS) do estado, localizado em Curitiba.

Fachada do Museu Júlio de Castilhos - o mais antigo do RS

O Museu Júlio de Castilhos receberá R$ 325.837,31 para fazer o levantamento arquitetônico, o diagnóstico de conservação e o projeto executivo de sua restauração. O extrato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (8).

Já o MIS–PR receberá R$ 350.922,37 para digitalizar e higienizar 13 mil itens de seu acervo Iconográfico e Documental, além de auxiliar na viabilização do acesso à pesquisa. O extato do convênio foi publicado no DOU de 4 de fevereiro. As ações objeto dos convênios têm até o final de 2013 para serem executadas.

Os museus
O Museu da Imagem e do Som (MIS) do Paraná é um dos primeiros a serem construídos no país com a finalidade de preservar e conservar a memória audiovisual. Seu acervo possui mais de um milhão de itens entre discos, fitas de áudio, filmes, fotografias e publicações relacionadas ao tema.

O Museu Julio de Castilhos é a primeira instituição museológica do Rio Grande do Sul. Foi criado em 1903 e hoje é reconhecido como um dos mais importantes museus históricos do estado. Seu acervo possui cerca de dez mil objetos tombados.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days