Ibram divulga investimentos em museus federais de grande porte

O Museu da Inconfidência em Ouro Preto (MG)

O Departamento de Planejamento e Gestão Interna do Instituto Brasileiro de Museus (DPGI/Ibram) divulgou, na semana passada, o resultado preliminar de estudo sobre o investimento realizado nos museus vinculados ao Ibram no período 2006-2012.

Os dados se referem às chamadas Unidades Museológicas 1, grupo que reúne os museus considerados de grande porte. São eles: Museu Imperial (Petrópolis/RJ), Museu Histórico Nacional (Rio de Janeiro/RJ), Museu da República (Rio de Janeiro/RJ), Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro/RJ), Museu Villa-Lobos (Rio de Janeiro/RJ), Museus Raymundo Ottoni de Castro Maya (Rio de Janeiro/RJ), Museu da Inconfidência (Ouro Preto/MG) e Museu Lasar Segall (São Paulo/SP).

O resultado parcial do levantamento revela que, durante o período pesquisado, foi investido nessas unidades um total de R$ 137.338.052,45 em recursos. O valor representa a soma dos investimentos em ações de manutenção e ações finalísticas dos museus citados. O levantamento não inclui investimentos decorrentes da Lei de Incentivo à Cultura e outras fontes.

O Ibram pretende divulgar, em breve, os resultados referentes às Unidades Museológicas II (médio porte) e Unidades Museológicas III (pequeno porte).

Texto: Ascom/Ibram

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days