Ibram divulga Cadastro de Bens Musealizados Desaparecidos para estimular o combate ao tráfico de bens culturais

CARD02O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) lançou esta semana uma campanha de divulgação do Cadastro Nacional de Bens Musealizados Desaparecidos (CBMD), uma base de dados que reúne informações sobre os acervos desaparecidos dos museus brasileiros.

As informações do Cadastro são compartilhadas com órgãos de segurança pública e de controle aduaneiro e tem como objetivo possibilitar o rastreamento, a localização e a recuperação desses bens.

Qualquer museu pode enviar os dados sobre os bens que foram roubados, furtados, extraviados ou desapareceram, para que o Ibram disponibilize no CBMD, colaborando com a recuperação desses bens, sendo assim mais uma estratégia brasileira para prevenção e combate ao tráfico ilícito de bens culturais.

A solicitação para o cadastramento de informações deve ser encaminhada ao Ibram pelo representante legal do museu ou pelo proprietário do bem declarado de interesse público, por correio ou meio eletrônico, contendo cópias dos procedimentos legais (registro de boletim de ocorrência) efetivados desde o desaparecimento do bem.

A divulgação do Cadastro Nacional de Bens Musealizados Desaparecidos será feita nas redes sociais do Ibram e visa estimular que gestores e profissionais de museus mantenham a base de dados atualizadas. Saiba mais.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days