Ibram destaca legado do arquiteto João da Gama Filgueiras Lima, o Lelé

O Brasil perdeu um dos grandes nomes da arquitetura. Morreu, esta semana, aos 82 anos, João da Gama Filgueiras Lima, o Lelé. Parceiro de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa na construção de Brasília, Lelé sempre buscou a racionalização e a industrialização da arquitetura.

Destacam-se, entre as inúmeras obras por ele projetadas, a implantação dos hospitais da Rede Sarah e a Universidade de Brasília (UnB). Lelé se destaca em função de projetos desenvolvidos para hospitais e escolas, além de equipamentos urbanos e mobiliário hospitalar. É dele o projeto do Palácio Tomé de Sousa, sede da prefeitura de Salvador (BA), construída na década de 1980, em pleno centro histórico. Outro projeto significativo, no campus da UnB, acolhe o Memorial Darcy Ribeiro.

Texto: Ascom/Ibram

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days