Ibram conclui doação de mais de 700 obras de arte a museus brasileiros

Um total de 67 museus e centros culturais de todas as regiões do país serão beneficiados e agregarão obras do lote a seus acervos.

No total, 67 museus e centros culturais de todas as regiões do país serão beneficiados e agregarão obras do lote a seus acervos; bens culturais serão enviados em até 90 dias.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) já definiu as instituições que receberão mais de 700 obras de arte oferecidas ao setor museal em maio passado, com intermediação do órgão, pelo Instituto Itaú Cultural.

O lote oferecido inclui gravuras, serigrafias, litografias e óleos sobre tela assinados por artistas brasileiros renomados como Emanoel Araújo, Maria Bonomi, Roberto Burle Marx, Amilcar de Castro, Renina Katz, Tomie Ohtake e Alfredo Volpi, entre outros, além de reproduções de artistas internacionais como Van Gogh, Picasso, Miró, Kandinsky e Klee.

No total, 67 museus e centros culturais brasileiros serão beneficiados e agregarão obras do lote a seus acervos. As instituições contempladas estão em 49 cidades que abrangem todas as regiões do país, em 18 estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Três museus vinculados ao Ibram receberão obras hoje pertencentes ao Acervo Banco Itaú. O Museu Victor Meirelles, em Florianópolis (SC), agregará a seu acervo 25 delas, que incluem duas litografias, uma de Alfredo Volpi e outra de Emanoel Araújo; e uma gravura de Carlos Vergara. O Museu da Abolição, em Recife (PE), será contemplado com 13 bens culturais, entre eles obras de Bernard Bouts e José Sabóia. Os Museus Castro Maya, no Rio de Janeiro (RJ), receberão 12 obras – o óleo sobre tela Paisagem Bom Jesus de Pirapora, de Hugo Adami, é uma delas.

Critérios

Instituições de todo o Brasil, públicas ou privadas, puderam manifestar interesse pelas obras. As manifestações puderam ser feitas através de formulário disponibilizado pelo Ibram e foram recebidas até o dia 8 de junho. Os pedidos foram analisados por ordem de manifestação e a pertinência de incorporação de itens foi avaliada levando em conta a caracterização dos acervos dos museus e sua missão. Foi utilizado como critério de desempate a apresentação de Registro do Museu, Plano Museológico e Política de Aquisição e Descarte.

“Iniciativas como esta são fundamentais para a ampliação dos acervos dos museus brasileiros e a democratização do acesso a seus públicos”, avalia a coordenadora de Acervo Museológico do Ibram, Luciana Palmeira. “O Ibram estimula uma cultura de doação de bens culturais a museus no Brasil e está à disposição para realizar uma intermediação criteriosa”, completa. As obras serão enviadas aos museus contemplados, com todos os custos a cargo do Itaú Cultural, num prazo de até 90 dias.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days