Ibram adquire quadro de Candido Portinari A Primeira Missa no Brasil

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), vinculado ao Ministério da Cultura (MinC), adquiriu a obra A Primeira Missa no Brasil, de autoria de Candido Portinari (1903-1962). O quadro fará parte do acervo do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), que integra a rede de museus Ibram no Rio de Janeiro (RJ), que já conta com a obra A Primeira Missa no Brasil realizada por Victor Meirelles (1832-1903).

Realizado em 1948 por Portinari, quadro ficará exposto no MNBA

A obra de Portinari, um painel datado de 1948, com dimensões de 271cm X 501cm e realizado em têmpera sobre tela, foi encomendada a Portinari por Thomaz Oscar Pinto da Cunha Saavedra (Portugal, 1890–Brasil, 1956), terceiro Barão de Saavedra, para compor a então sede do Banco Boavista, no Rio de Janeiro – cujo prédio foi projetado por Oscar Niemeyer em 1946.

A tela encontra-se ainda hoje no mesmo prédio, onde atualmente funciona o Banco Bradesco, em bom estado de conservação, tendo sido tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC), por meio da Resolução SEC N° 059, de 20/3/1992.

Acesso público
O Ibram utilizou o direito de preferência na aquisição de bens culturais móveis, disposto na lei nº 11.906/2009, Artigo 4º, inciso XVII. O processo de compra começou em setembro de 2012. Desde então foram realizadas vistorias técnicas de funcionários do Museu Nacional de Belas Artes, qualificados para a finalidade de elaboração de Notas Técnicas referente ao estado de conservação e valor artístico e importância da obra A Primeira Missa no Brasil. Também foram solicitados pareceres/avaliações de especialistas com larga experiência no mercado de arte, assim como do próprio INEPAC. O valor da compra foi de R$ 5 milhões.

Dessa forma, seguindo todas as orientações legais e procedimentos técnicos, foi concluído o processo de aquisição do quadro, tendo por objetivo integrá-lo a um acervo público, acessível à visitação.

Além de cumprir uma ação de formação de público para a arte em geral, onde os museus representam espaços de difusão e reflexão da memória nacional, o Ibram/MinC entende que a compra da obra vai ao encontro do Plano Nacional Setorial de Museus, que estabelece a preservação, aquisição e democratização de acervos como um dos seus temas transversais.

A previsão é que o público possa ver a tela a partir de março de 2013. Será feita uma exposição das obras A Primeira Missa no Brasil, de Portinari, e A Primeira Missa no Brasil, de Meirelles, junto com os estudos realizados pelos artistas na criação e execução das telas.

O quadro de Victor Meirelles encontra-se em exposição no MNBA. A obra, datada de 1860, é um óleo sobre tela de 268 X 356 cm.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days