Festival Europalia tem lançamento em Bruxelas

O lançamento da 23ª edição do Festival Europalia aconteceu nesta terça-feira (21), em Bruxelas, com presença da ministra da Cultura, Ana de Hollanda, autoridades  e representantes da produção cultural de diversos países, além de cerca de 50 jornalistas. A edição deste ano é dedicada ao Brasil.

A abertura oficial do evento será em 4 de outubro e a expectativa é de que atraia 2 milhões de visitantes em cinco países. O festival deverá oferecer 18 exposições em 15 museus e espaços; cerca de 130 shows com 45 grupos musicais ou artistas; 40 apresentações de pelo menos nove grupos brasileiros; cerca de 60 apresentações de 11 grupos de dança; 90 palestras e conferências sobre literatura, artes, ciências sociais, arquitetura, design e audiovisual; mesa-redonda Brasil-União Européia de artistas e autoridades da cultura, além de itinerâncias dos grupos convidados na Europa.

A consolidação de uma nova atitude do Brasil no contexto internacional foi apontada pela ministra Ana de Hollanda no lançamento. “Sempre fomos um país admirado no exterior pela força de nossa cultura”, constatou a ministra. “Hoje, no entanto, chegamos aqui com algo mais. Chegamos com a altivez de uma nação que está avançando nas conquistas sociais sem perder a delicadeza de seu espírito”, disse, citando estimativa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que sinaliza o fim da pobreza extrema no país em cinco anos.

Para o presidente do evento, Conde Georges Jacobs, o Europalia é uma chance para os europeus conhecerem o Brasil para além dos estereótipos que carimbaram fortemente, ao longo do tempo, a imagem do país.

Além de Jacobs, estiveram presentes no lançamento do Festival o ministro do Transporte belga, Étienne Schouppe; o embaixador do Brasil no Reino da Bélgica, André Amado; os comissários gerais Pierre Alain de Smet (pelos anfitriões) e Sérgio Mamberti, secretário de Políticas Culturais do MinC (pelo Brasil); a diretora do Europalia Internacional, Kristine de Mulder; o diretor executivo do Comissariado Brasileiro, Marcelo Dantas; o curador-geral Festial Europalia.Brasil, Adriano de Aquino; os responsáveis pelo programa de artes, Dirk Vermaelen e Bloeme van Roemburg; e os curadores Benjamin Taubkin (música), João Carlos Couto (teatro, dança e circo) e Flora Sussekind (literatura e conferências).

Estão previstas para 4 de outubro (dia da abertura do Festival) as presenças da presidenta Dilma Rousseff, do rei da Bélgica, Alberto II, e do presidente da Comissão Européia, Durão Barroso. Paralelamente, deverá ocorrer a Cúpula Brasil-União Européia.

O Europalia se estenderá para algumas cidades belgas, além da capital, e para outros países limítrofes com o reino como Luxemburgo, Alemanha, França, Holanda. A centralidade em Bruxelas, no entanto, confere peso indiscutível ao evento e ao país homenageado. A cidade é a capital da União Européia e é a que reúne, no mundo todo, a maior quantidade de representações e órgãos estratégicos.

 Fonte: Ministério da Cultura

Publicado em

Um comentário para “Festival Europalia tem lançamento em Bruxelas

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days