Exposição ‘Você está aqui! Rio de Janeiro’, explora os múltiplos diálogos entre a cidade e o carioca

Corcovado Ipanema Leblon Rio de Janeiro - Thereza Miranda (2002)

Corcovado Ipanema Leblon Rio de Janeiro – Thereza Miranda (2002)

Tomando por base parte do acervo do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram) que há décadas não era exposto, além de outras coleções, os curadores da exposição Você está aqui! Rio de Janeiro produzem uma homenagem menos convencional aos 450 anos da fundação da cidade do Rio de Janeiro. Está é a última exposição a ser aberta no MNBA em 2015, e pode ser visitada a partir desta quarta, 16 de dezembro.

Um dos destaques da exposição é um fragmento arquitetônico que pertenceu a uma construção do Morro do Castelo, produzida entre 1600 e 1700, que integrou uma paisagem da cidade que já não existe mais. Por outro lado, na relação com o presente, a exposição vai resgatar através dos trabalhos expostos a violência da censura, da chacina de Vigário Geral, em contraponto com a beleza e a cultura que se respira na Cinelândia, conforme os desenhos de Carlos Oswald, ou a geografia privilegiada do Rio, estampados nas gravuras de Thereza Miranda, entre vários outras nuances da Cidade Maravilhosa.

Na concepção dos curadores Amauri Dias, Anaildo Baraçal, Daniel Barreto, Euripedes Junior e Laura Abreu, a mostra pretende “trazer à tona um jeito de ser que transforma e se transforma no tempo, sem perder o curso de um rio histórico, feito de gentes”. Entre diversos objetivos, o roteiro iconográfico, mas não cronológico, traçado pelos organizadores, “busca devolver a cidade ao público, devolver uma cidade impossível de desenhar ou descrever na sua totalidade, devolver a cidade aos seus olhos.  Um olhar amplo, muito mais amplo do que pode o olho”, afirmam.

Ocupando três salas do museu, a exposição vai exibir cerca de 100 obras, entre pinturas, desenhos, gravuras, mobiliário, objetos, esculturas e fotografias. A mostra se divide em 9 módulos que por sua vez se relacionam com aspectos marcantes da cidade: Tempo, São Sebastião, Panoramas, Cidade desconstruída, Bairros, Coisas de carioca, Cinelândia e as artes, Poltrona mole e literatura, Orelhão, Corcovado, Cidade abstraída e Política.

Os núcleos são preenchidos com obras de Rodolfo Bernardelli, Pedro Vasquez, Glauco Rodrigues, Daniel Senise, Vitor Meireles, Ana Bela Geiger, Athos Bulcão, Le Corbusier, Anna Letycia, Rubem Grilo, Oswaldo Goeldi, Thereza Miranda, Ziraldo, Calixto, Farnese de Andrade, Carlos Scliar, Djanira, Darel, Fayga Ostrower, Rubens Gerchman, Gustavo Dall’Ara, Portinari, Adir Botelho, Monica Barki, e Ciro Fernandes.

SERVIÇO
Exposição Você está aqui! Rio de Janeiro
Visitação: De 16 de dezembro de 2015 até 07 de fevereiro de 2016. De terça a sexta, das 10h às 18h; sábado, domingo e feriado, de 12h às 17h.
Ingresso:  R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia e ingresso família (para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00.
Grátis aos domingos.

Museu Nacional de Belas Artes
Avenida Rio Branco, 199 – Cinelândia | Rio de Janeiro – RJ
Tel: (21) 3299-0600

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days