Domingo é Dia de Ciência no Museu Goeldi

O Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) participa da 9ª Semana Nacional de Museus com uma programação diversificada, que vai de apresentações lúdico-educativas a exposições, passando por seminários, oficinas e gincana.

A Semana de Museus do MPEG começa dia 15 de maio, com mais uma edição do “Domingo Também é Dia de Ciência”, onde O Serviço de Educação da instituição presenteia os visitantes do Parque Zoobotânico com o ‘Programa Natureza’, onde acontecem atividades lúdico-educativas sobre a ciência produzida no Museu Goeldi, por meio de teatro de fantoches e gincanas. No dia 15 acontece ainda: pintura facial, atelier de pintura e a dinamização de jogos e kits educativos.

Exposição – No domingo tem início também a exposição “Parque Zoobotânico: patrimônio e memória”, que pretende valorizar o Parque Zoobotânico (PZB) como patrimônio histórico de Belém. Organizada pelo coordenador de Comunicação e Extensão do MPEG, Nelson Sanjad, a exposição vai destacar as principais edificações e monumentos, contextualizando sua construção com o uso atual.

Serão montados nove painéis informativos metálicos associados aos principais prédios e monumentos do parque, contendo textos, fotografias e mapas, com fotografias de índios Kayapó, do príncipe D. Pedro de Orleans e Bragança e funcionários do museu, como Jaques Huber, Ernest Lohse, Emília Snethlage, Carlos Estevão de Oliveira, Rodolfo de Siqueira Rodrigues e Paulo Cavalcante.

A exposição contará com um roteiro para que o visitante possa identificar a localização de cada painel e placa, e vai até o final de outubro.

Seminário – Com o tema “Museu e Memória: diálogo entre linguagens contemporâneas em espaços museais de ciência” o seminário que acontece nos dias 16 e 17 irá criar um ambiente de discussão sobre a relação entre a memória social e espaços museológicos. Coordenado por Ana Cláudia Silva, do Núcleo de Visitas Orientadas do PZB, o evento pretende estabelecer relações entre o patrimônio cultural do passado da cidade de Belém e o MPEG, além de  considerar as expressões culturais e a vida cotidiana do indivíduo da região amazônica.

No dia 16, acontecem palestras sobre A cultura Amazônica nos espaços expositivos; Coleções Científicas e suas documentações fotográficas; A contribuição das artes visuais em Museus de Ciência; Cultura imaterial, tradição oral na Amazônia; A documentação de línguas indígenas ameaçadas na Amazônia e Ações para gestão do patrimônio Cultural e Científico no âmbito das políticas públicas. 

Já na terça-feira (17), no período da manhã, será feita uma sessão de vídeos sobre a cultura dos povos indígenas Tekwaeté e Tapi’i'rapé, após a apresentação acontece a palestra Entre a tradição e as novas tecnologias na escola indígena, com a professora Ivânia dos Santos Neves.

Na tarde do mesmo dia, acontecem as palestras Patrimônio histórico e arqueológico e Educação; Patrimônio e Educação em Museus de Ciências; Coleções e Memória Étnica e Tecendo a museologia na Amazônia paraense.

Semana de Museus – Promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) em comemoração ao dia Internacional de Museus (18 de maio). O órgão é responsável pela Política Nacional de Museus e pela melhoria dos serviços do setor – aumento de visitação e arrecadação, fomento de políticas de aquisição e preservação de acervos e criação de ações integradas entre os museus brasileiros.

Mas dentre as instituições participantes não estão apenas museus, mas também: casas de cultura, fundações, arquivos públicos, pinacotecas, galerias e até escritório de arquitetura, que vão realizar exposições, palestras, oficinas, visitas guiadas, seminários, ações educativas e saraus, entre outras atividades.

Programação:

15/05 – Domingo Também é Dia de Ciência: realização do Programa Natureza; pintura facial, carro da leitura, registro de mensagens dos visitantes, dinamização de jogos e kits educativos. No espaço Raízes, Parque Zoobotânico.

15 a 20/05 – Exposição “Parque Zoobotânico: patrimônio e memória”, mostra ao ar livre com painéis sobre edificações e monumentos do Parque Zoobotânico.

16 a 20/05- I Gincana História e Memória do Bairro da Terra Firme.

16 a 17/05 – Seminário “Museu e Memória: diálogo entre linguagens contemporâneas em espaços museais de ciência”, no auditório Alexandre Rodrigues Ferreira, Parque Zoobotânico.

18/05 – Lançamento e apresentação do documentário “Filhos do Barro” e do Livro “A Cultura do Barro: Arte e Ciência nas Margens do Rio Trombetas”, no Auditório Alexandre Rodrigues Ferreira, Parque Zoobotânico.

19 e 20/05 – Oficina “História e Memórias no Museu Goeldi”, no Parque Zoobotânico.

Texto: Lucila Vilar.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days