Diretor do Museu Lasar Segall concede conferência no MoMA, em Nova York

O diretor do Museu Lasar Segall, Jorge Schwartz, será um dos conferencistas de simpósio que será promovido pelo Museu de Arte Moderna (MoMA), em Nova York (EUA), na próxima quinta-feira (28).

Organizado por ocasião da exposiçãoJoaquín Torres-García: The Arcadian Modern, em cartaz a partir de 15 de fevereiro, o simpósio reunirá artistas e acadêmicos para debater as principais obras e os temas-chave da mostra, como a busca do pintor uruguaio (1874–1949) por uma forma latino-americana de modernidade e sua influência na produção de artistas de seu tempo.

Contemporâneo do pintor, escultor e gravurista brasileiro nascido na Lituânia Lasar Segall (1891-1957), Joaquín Torres-García (foto) é considerado um dos mais importantes e complexos artistas da primeira metade do Séc. XX. Seu trabalho, conforme definido pela curadoria da exposição realizada pelo MoMA, “abriu caminhos transformadores para a arte moderna nos dois lados do Atlântico”.

A maior já realizada sobre o artista uruguaio, a exposição do MoMA traz obras produzidas entre o final do Séc. XIX aos anos 1940, incluindo desenhos, pinturas, objetos e esculturas, além de cadernos originais do artista e publicações raras.

Durante sua participação no simpósio, que será transmitido via internet, o diretor do Museu Lasar Segall, vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), debaterá o tema A Modernidade do Sul com Estrella De Diego, professor de Arte Contemporânea da Universidad Complutense de Madrid (Espanha), e o pesquisador Niko Vicario, do Getty Research Institute (EUA). Saiba mais.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days