Construção de uma coleção de arte no Museu Victor Meirelles (SC)

O que podem ter em comum uma exposição de arte e um livro sobre astrofísica e cosmologia? Essa e outras provocações, envolvendo o universo e tudo o que cabe dentro dele, estão na exposição A Cada Peça um Universo: a construção de uma coleção de arte, que o Museu Victor Meirelles/Ibram abre no dia 1º de março, às 19 horas, e fica em cartaz até 12 de abril.

Às 18h, ao invés do tradicional Encontro com o Artista, será realizada uma conversa com membros da equipe do Museu que realizaram a curadoria: Anderson Loureiro (assessor de Comunicação), Fernando Boppré (Programa de Ação Educativa e Exposições) Rafael Muniz de Moura (museólogo) e Simone Rolim de Moura (Programa de Ação Educativa).

A Cada Peça um Universo é composta de obras de arte da Coleção séculos XX e XXI, muitas delas doadas ao museu ao longo dos anos, com obras de artistas como Amílcar de Castro, Burle Marx (foto), Fayga Ostrower, Leonilson, Marcelo Grassmann e Waltércio Caldas.

A ideia da exposição surgiu em função do momento de reformulação do Plano Museológico do museu – documento que funciona como uma espécie de plano diretor das instituições museológicas. Outro instrumento em elaboração faz referência à Política de Acervos do Museu, que visa apontar as diretrizes para a aquisição e o descarte de obras.

Daí em diante toda a equipe do museu se reuniu para analisar e escolher as obras que iriam fazer parte da exposição. O resultado será mostrado através de quatro módulos ou núcleos expositivos, distribuídos na Sala de Exposições Temporárias: Um Pouco de Tudo, Diálogos com o Desterro, Livros de Artistas e Novas Aquisições. Saiba mais.

Texto e imagem: Divulgação Museu Victor Meirelles

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days