CNIC aprova nove projetos na área de museus na reunião de março

Após análise realizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), a Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) aprovou em sua 207ª reunião, realizada entre 12 e 14 de março, em Salvador (BA), nove projetos da área de museus.

Os projetos agora podem captar recursos via mecanismos de renúncia fiscal da Lei Rouanet. Também foi autorizada a complementação do valor de um projeto aprovado em reunião anterior. No total, os  projetos do setor foram autorizados a captar mais de R$23 milhões.

Os projetos analisados pelo Ibram foram Digitalização de acervo e equipagem de banco de dados do Museu da Família (PR); Requalificação de espaço expositivo/multiuso do Museu Carlos Costa Pinto (BA); Qualificação, modernização e democratização do acervo do Museu Paranaense (PR); Modernização e acessibilidade do Memorial JK (DF); Registro e ampliação do acervo de história oral e fotográfica da Coleção Biográfica de Depoimentos Orais do Museu da Medicina do Rio Grande do Sul (RS); Revitalização do Memorial da Ferrovia da Estação Cultural de Santa Bárbara do Oeste (SP); Tour virtual parcial do acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (PR); Exposição itinerante Viajando pelo Brasil Museu Histórico Nacional em Caravana (RJ); Recuperação do Museu Rodoviário Comendador Levy Gasparian (RJ) e Construção da nova sede do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro (RJ).

Mais de 800 projetos culturais foram apreciados pelo colegiado. Veja aqui a lista completa. Composta por representantes de artistas, empresários, sociedade civil e do Estado, a CNIC é um órgão colegiado de assessoramento integrante da estrutura do MinC, tendo, entre outras funções, subsidiar as decisões do Ministério na aprovação dos projetos culturais submetidos à Lei Rouanet. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days