Cidade Estrutural (DF) lança Ponto de Memória neste sábado, 21, durante Semana de Museus

Como parte da 9ª Semana Nacional de Museus, a Cidade Estrutural (DF) lança seu Ponto de Memória neste sábado, 21 de maio, a partir das 9h. A cerimônia de abertura contará com representantes do Ministério da Cultura e da Justiça, da Secretaria de Cultura do GDF e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), além das lideranças comunitárias à frente do projeto.

Na ocasião, também será inaugurada a exposição Movimentos da Estrutural – Luta, Resistência e Conquista.  Com suportes criados a partir de objetos reciclados, a mostra pretende retratar a história de construção da cidade, com a representação de fatos que contribuíram para a identidade local e o fortalecimento dos laços comunitários.

A programação do dia 21 está dividia em quatro momentos. A mesa de abertura será composta às 9h, no Centro Comunitário (próximo à Praça da Estrutural). Às 10h, ao som de um grupo de maracatu, os participantes seguirão em um Museu Cortejo, no qual os moradores da Estrutural farão um percurso, junto aos participantes do evento, até a Casa dos Movimentos (Quadra 9, Conjunto E, Lote 21), onde deixarão objetos para  compor o  acervo  do Ponto de Memória.  Às 11h, acontecerá o lançamento da exposição e, às 12h, o encerramento ficará por conta de um grupo de rap da cidade.

Ponto de Memória da Estrutural – A iniciativa pretende valorizar a história da Estrutural contada por seus moradores a partir do fortalecimento da memória de luta e do cotidiano da cidade. Essa história é representada pelos movimentos militantes; pelos espaços de trabalho e lazer; pelas crianças com seus folguedos, brincadeiras e tristezas; pelo burburinho da feira; pelo catador de lixo; pelo vendedor ambulante; pelos afazeres da dona de casa; pelos caminhões de lixo; dentre outras  atividades peculiares que compõem a vida  na Estrutural.

A Estrutural – Em meados da década de 1960, um pequeno grupo de famílias escolheu como morada uma localização privilegiada, à beira da Via Estrutural (Rod. EPCL), bem próxima ao Plano Piloto, na capital do País. A Estrutural nasceu em razão e ao redor da área em que, até hoje, funciona um aterro sanitário em Brasília. Com o passar dos anos, a antiga vila se tornou  cidade, com uma população de cerca de 40 mil habitantes.

Desde então, os moradores travaram diversas lutas contra o poder público, para criar mecanismos de sobrevivência que suprissem a ausência de infraestrutura e saneamento básico, além de resistir às investidas do governo na tentativa de desocupar a área.

Uma das estratégias dessa luta era fechar a Via Estrutural, uma das principais saídas de Brasília, queimando pneus e soltando foguetes, para chamar a atenção das autoridades e tentar provocar o diálogo.

Programa Pontos de Memória – A Estrutural é uma das 12 comunidades do País apoiada pelo Programa Pontos de Memória, na reconstrução e fortalecimento da memória social, a partir do cidadão e suas origens, histórias e valores. O Programa é resultado de parceria do Ibram/MinC, com os Programas Mais Cultura e Cultura Viva, do Ministério da Cultura, o Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça, e a Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).

Programação do lançamento (21/05/2011):

9h – Abertura no Centro Comunitário (próximo à Praça da Estrutural)

10h – Museu Cortejo (saindo do Centro Comunitário e chegando na Casa dos Movimentos)

11h – Lançamento da exposição Movimentos da Estrutural – luta, resistência e conquista (Casa dos Movimentos – Q. 9, Conj. E, Lt. 21)

12h -Apresentação de rap e encerramento

Contatos com a Assessoria de Imprensa do Ibram:

Sara Schuabb – sara.schuabb@museus.gov.br – (61) 2024-4400

Soraia Costa – soraia.costa@museus.gov.br – (61) 2024-4400/ 8426-6870
Tatiana Beltrão – tatiana.beltrao@museus.gov.br – (61) 2024-4035 e 9619-5445

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days