Brasil e Uruguai farão intercâmbio no setor museológico

A cooperação e o intercâmbio entre museus brasileiros e uruguaios foi um dos pontos firmados no Protocolo de Intenções entre o Ministério da Cultura do Brasil e do Ministério da Educação e Cultura do Uruguai. O protocolo é parte dos 16 termos de cooperação bilateral assinados durante visita oficial da presidenta da República, Dilma Rousseff, ao Uruguai.

De acordo com o documento, Brasil e Uruguai  estimularão a cooperação entre seus museus e o intercâmbio de informações e experiências relativas à conservação de acervos e políticas para a gestão e organização do setor museológico, capacitação e qualificação de recursos humanos para museus, bem como incentivarão a difusão e o intercâmbio de suas manifestações culturais.

Os dois países também se comprometeram a desenvolver ações conjuntas no âmbito do programa Ibermuseus, promovendo a educação e formação de profissionais em técnicas de gestão, e estabelecendo mecanismos para a expansão da capacidade educativa dos museus, bem como para sua divulgação.

As atividades a serem implementadas vão fazer parte de um Plano de Trabalho que será, a partir de agora, definido entre os países, sempre de comum acordo, tendo em vista as prioridades estabelecidas pelas áreas a que dizem respeito. Os aportes financeiros para a realização das tarefas previstas nos itens do protocolo também serão ainda definidos. O acordo celebrado em Montevidéu começa a vigorar na data de sua assinatura e a sua vigência será de três anos, prorrogável automaticamente por períodos de igual duração.

Manifestações culturais

O Protocolo abrange uma série de ações, dentre elas, as de cooperação, intercâmbio e divulgação mútua das experiências e manifestações culturais brasileiras e uruguaias; de promoção da cidadania e da proteção do patrimônio cultural material e imaterial; além de ações de fortalecimento das atividades da cultura, levando-se em conta a diversidade cultural, étnica e linguística.

Em 2010 teve início o diálogo entre os dois países com o objetivo de promover e apoiar diversas iniciativas culturais conjuntas na região da fronteira Brasil-Uruguai. Em julho do mesmo ano, a Carta da Fronteira reuniu as demandas apresentadas pelas lideranças municipais, após encontro ocorrido em Santana do Livramento.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days