Conselheiros

PORTARIA Nº 71, DE 17 DE JULHO DE 2018, que designa os seguintes membros de entidades do campo museal, na qualidade de titular e suplente, e da sociedade civil para compor o Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Instituto Brasileiro de Museus – Ibram:

Presidente do Conselho
Marcelo Mattos Araujo
Atual presidente do Ibram, Marcelo Mattos de Araujo é bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. É especialista em Museologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo e doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Foi diretor do Museu Lasar Segall, em São Paulo (de 1997 a 2001) e diretor da Pinacoteca do Estado de São Paulo entre 2002 e abril de 2012, posto que deixou para assumir o cargo de Secretário Estadual de Cultura. Ocupa a presidência do Instituto Brasileiro de Museus – Ibram desde 2016.

Entidades do campo museal

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN
Andrey Rosenthal Schlee
Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Pelotas, Mestre em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Doutor em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo, é atual diretor do Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização do IPHAN e professor titular da Universidade de Brasília. Possui experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em História da Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: de preservação do patrimônio cultural, arquitetura brasileira, arquitetura no Rio Grande do Sul e arquitetura e urbanismo em Brasília.

Fundação Nacional de Arte – FUNARTE
Francisco de Assis Chaves Bastos
Formado em Artes e Ciência da Comunicação pela Universidade de Brasília, é atual diretor do Centro de Artes Visuais da Funarte. Foi diretor da Divisão de Audiovisual do Governo do Rio, assessor especial e curador do Museu Nacional de Belas Artes/Ibram.

Fundação Cultural Palmares – FCP
Erivaldo Oliveira da Silva
Economista e Administrador de formação, Especialista em Gestão Governamental e Políticas Públicas e Mestre em Economia do Setor Público e Administração Pública. Atuou como professor da pós-graduação do Centro Universitário Estácio da Bahia e ministrava palestras em outras instituições de educação superior também de Salvador. Possui experiência na área de elaboração de políticas culturais, de capacitação contínua de corpo técnico e outras estratégias para a melhoria da gestão pública.

Fundação Nacional do Índio – FUNAI
José Carlos Levinho
Possui graduação em Ciências Sociais e especialização em Línguas Indígenas Brasileiras, ambos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é diretor do Museu do Índio, tendo ampla experiência na área da Antropologia.

Associação Brasileira de Museologia – ABM
Mário Souza Chagas
Graduado em Museologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, licenciado em Ciências pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, mestre em Memória Social pela UNIRIO e doutor em Ciências Sociais pela UERJ. Atualmente é Diretor do Museu da República/Palácio Rio Negro/Ibram. Tem experiência nacional e internacional no campo da museologia e da museografia, com ênfase na museologia social, nos museus sociais e comunitários, na educação museal e nas práticas sociais de memória, política cultural e patrimônio.

Conselho Federal de Museologia – COFEM
Maria Eugenia dos Santos Teixeira Saturni
Museóloga e também graduada em Educação Artística pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP, com pós-graduação em Museologia e em Animação Socio-cultural pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Tem experiência na área de Museologia com ênfase nos seguintes temas: comunicação museológica, catalogação e documentação de acervos, museografia, expografia, artes visuais, arte contemporânea, cultura brasileira.

Comitê Brasileiro da História da Arte – CBHA
Emerson Dioniso Gomes de Oliveira
Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, mestrado em Historia da Arte e da Cultura pela Universidade Estadual de Campinas . Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Brasília. Professor Adjunto do Departamento de Artes Visuais, Instituto de Artes da Universidade de Brasília, e professor consorciado do Curso de Museologia, na mesma universidade. Além do PPG-Arte/UnB, é pesquisador vinculado ao Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação/UnB. Integra os grupos de pesquisa “História da Arte: modos de ver, exibir e compreender” e “Museologia, Patrimônio e Memória”. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes Visuais, atuando principalmente nos seguintes temas: arte contemporânea, história da arte, exposições, acervos e coleções de arte.

Conselho Internacional de Museus – ICOM-BR
Renata Viera da Motta

Possui graduação, mestrado e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo. Foi professora da Associação de Ensino de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo | Escola da Cidade e professor convidado da pós-graduação lato sensu “Crítica e Curadoria” da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Museus e Gestão Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: museu, política pública, gestão. De 2011 a 2016 atuou na área de museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, como Diretora Técnica do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM). Atualmente está vinculada à Universidade de São Paulo, como Assessora do Gabinete da Reitoria para a área de museus e coleções. É presidente do Conselho Consultivo do ICOM Brasil.

Representantes da Sociedade Civil

Angela Gutierrez
Graduada em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas e Especialista em Marketing. É empresária, colecionadora de arte e empreendedora cultural. É presidente do Instituto Cultural Flávio Gutierrez, responsável pela gestão do Museu do Oratório e do Museu de Artes e Ofícios. Ex-Secretária de Cultura do Estado de Minas Gerais, é membro do Conselho Consultivo do IPHAN, do Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil, entre outros conselhos.

Antonio Carlos Mota de Lima
Possui formação em história moderna e contemporânea na Universidade de Paris-Sorbonne, onde concluiu o mestrado. Sua formação doutoral é em antropologia social e etnologia pela École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris. Possui pós-doutorado na Universidade de Oxford, Reino Unido. Professor na Universidade Federal de Pernambuco, no Programa de Pós-Graduação em Antropologia, suas pesquisas contemplam a antropologia do mundo contemporâneo, história da antropologia, políticas e direitos culturais, antropologia do neoliberalismo, patrimônio e museus, formação e gestão de coleções; patrimonialização e musealização em contextos transculturais; museus digitais; repatriações e restituições de objetos e acervos. Atualmente coordena o projeto acadêmico Museu Afro-digital (Museu digital da Memória Africana e da Diáspora), financiado pelo Governo Brasileiro (CAPES).

Fábio Luiz Pereira de Magalhães
Graduado em Museologia, é diretor artístico do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba. Foi Secretário adjunto da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo; Secretário de Cultura do Município de São Paulo, diretor presidente da Fundação Memorial da América Latina, diretor da Pinacoteca do Estado de São Paulo e Conservador-Chefe do Masp.

José Olympio da Veiga Pereira
Presidente do Banco Credit Suisse no Brasil, é formado em engenharia civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, com MBA pela Escola de Negócios de Harvard. É colecionador de arte, com foco na produção moderna e contemporânea do Brasil. Participa dos Conselhos Internacionais do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque e da Tate Modern. É membro do Comitê de Aquisições da Fundação Cartier e do Patronato do Museu Rainha Sofia. No Brasil, foi Presidente do Conselho da Pinacoteca do Estado de São Paulo e é Conselheiro do Museu de Arte Moderna de São Paulo e da Fundação Bienal de São Paulo. Participa também do Conselho da SOS Mata Atlântica.

Leonel Kaz
É editor da Aprazível Edições e Arte. Foi Secretário de Cultura e Esporte do Estado do Rio de Janeiro. Fez a concepção curatorial do Museu de Arte do Rio, do Museu do Amanhã e do Museu do Futebol.

Maria Célia Teixeira Moura Santos
Museóloga, Mestre e Doutora em Educação, todos pela Universidade Federal da Bahia. Foi professora do Curso da mesma Universidade. É consultora nas áreas da Museologia, da Educação e da Gestão e Organização de Museus e professora da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Tem experiência nas áreas da Museologia e da Pedagogia, atuando nos seguintes temas: plano museológico, ação educativa dos museus, política nacional de museus, museus comunitários, formação e capacitação em Museologia.

Maria Cristina Oliveira Bruno
Museóloga, licenciada em História pela Universidade Católica de Santos, com três especializações em Museologia pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (Pequenos Museus; Museus de Arte e História e Museus de Ciência e Técnica); Mestre em História Social / Pré-História pela Universidade de São Paulo e Doutora em Arqueologia pela Universidade de São Paulo. Diretora do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo – MAE/USP, onde também ministra disciplinas optativas de graduação sobre Museologia, desenvolve pesquisas de comunicação museológica e sobre fundos documentais e desde 2011 coordena o LAPECOMUS – Laboratório de Pesquisas em Comunicação Museológica e supervisiona projetos de pós-doutoramento. É professora convidada da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias / ULHT de Portugal, onde ministra seminários e orienta mestrados e doutoramentos no Centro de Estudos de Sociomuseologia e coordenou o Convênio Acadêmico entre o MAE / USP e a ULHT. Tem experiência na área de Museologia, com ênfase para Projetos de Planejamento Museológico e Comunicação Museal, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria museológica, historicidade dos processos museológicos, gestão museológica, museologia brasileira e musealização da arqueologia .

Marlene Gomes de Vellasco
Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Goiás – UFG. Professora da Unidade Universitária Cora Coralina, Universidade Estadual de Goiás – UEG. Diretora do Museu Casa de Cora Coralina, Goiás-GO. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura, atuando nas disciplinas: literatura portuguesa, literatura brasileira e teoria da literatura.

Maria Ignez Zuccon Mantovani Franco
Graduada em Comunicação Social pela Fundação Armando Álvares Penteado e doutora em Museologia pela Universidade Lusófona de Lisboa. Atuou como Presidente do Comitê Brasileiro do Icom, vice-presidente e representante para a América Latina do Comitê Internacional de Museus de Cidade do Icom e Diretora fundadora da empresa Expomus – Exposições, Museus, Projetos Culturais.

Ronaldo Martins Barbosa
Formado em Design pela Escola Superior de Desenho Industrial. É diretor do Museu Vale desde 1998. Também mantém o Studio Ronaldo Barbosa, que desenvolve projetos museográficos.

Rosa da Silva Sousa
É Coordenadora do Museu Indígena Pitaguary, participante da Rede Indígena de Memória e Museologia Social. Fez parte da produção da exposição “Museu Indígena Pitaguary”, que foi realizada no Sobrado Dr. José Lourenço em Fortaleza – CE. Possui experiência em projetos sócio-culturais relacionados a tradição e memória indígena.

Rosangela Marques Britto
Professora da Universidade Federal do Pará – UFPA, lotada no Instituto de Ciências da Arte – ICA da Faculdade de Artes Visuais – FAV. Doutora em Antropologia pelo Programa de Pós-graduação em Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UFPA. Possui mestrado em Museologia e Patrimônio da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO/MEC) e Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST/MCT); e mestrado em Educação: Ensino Superior e Gestão Universitária pela Universidade da Amazônia. Graduação em Arquitetura pela UFPA. Exerceu o cargo de Diretora da Faculdade de Artes Visuais; atuou como Técnico em Assuntos Culturais da Fundação Cultural do Pará (Fumbel) da Prefeitura Municipal de Belém lotada no Museu de Arte de Belém; Atuou como diretor do Museu de Arte de Belém da Fundação Cultural do Município de Belém, assim como exerceu o cargo de direção no Museu do Estado do Pará e do Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secretaria Executiva de Cultura do Estado do Pará; Artista Plástica.

Simone Flores Monteiro
Possui Graduação em História pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande. Especialista em Sociedade, Economia e Política pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande. Especialista em Museologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Curso de Estudos Avançados em Museologia pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Doutorado em Museologia pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Atualmente é Coordenadora de Projetos Museológicos do Museu de Ciências e Tecnologia PUCRS e Coordenadora da Coleção MUSEUM – EDIPUCRS. Foi Coordenadora do Sistema Estadual de Museus do Rio Grande do Sul de 2003 a 2011. Assessora Técnica no Sistema Estadual de Museus do Rio Grande do Sul em 2002 e 2012. Foi Diretora do Museu da Cidade do Rio Grande. Coordenou o Projeto de Implantação do Museu Naval no Comando do 5º Distrito Naval. Possui experiência em Gestão de Museus, Políticas Públicas para Museus, Elaboração de Projetos e Implantação de Museus.

Um comentário para “Conselheiros

  1. Prezado Sr. Angelo Oswaldo.

    Gostaria de cumprimentá-lo pela indicação de seu nome para a pasta da Secretaria de Cultura de Minas Gerais. Certamente a cultura em Minas só terá a ganhar com sua gestão.

    Cordialmente.
    Eliani Gladyr da Silva
    Coordenadora do Setor de Coleções Especiais
    Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days