Museus & Público

Um museu sem seu público não está completo. Pode-se conhecer quem é esse público estudando vários aspectos de sua composição – se é principalmente de turistas, de moradores do entorno, de jovens, de escolares, de idosos; se é um pequeno número ou se é volumoso… Esses são apenas alguns de tantos outros envolvem a caracterização do público. Ter a instituição aberta à visitação – recebendo as pessoas e fazendo conhecidos os universos de seu acervo – é o aspecto mais importantes do projeto Museus & Público, que visa estudar justamente os fatores e características das relações existentes entre os museus e seu público. Somente recebendo os visitantes é que essa relação pode se estabelecer e, assim, ser estudada.

Essa troca e retroalimentação entre ambos, museus e público, se dá por vários e diversos vieses. Pensando nisso, em 2014, o Ibram lançou o Formulário de Visitação Anual (FVA), e em 2015, o Formulário de Visitação Mensal (FVM), ambos abordando um dos muitos caminhos a serem estudados – a CONTAGEM.

Como dissemos, esse é um dos aspectos abordados no projeto Museus & Público. Se você está interessado, quer contribuir com o desenvolvimento desses estudos ou ainda se quer saber quais outros fatores devem ser trabalhados, entre em contato conosco pelo email cpai@museus.gov.br. Teremos prazer em trocar opiniões, materiais, conceitos, ideias e tudo mais que nos leve a conhecer cada vez melhor esse eterno e bem vindo relacionamento entre os museus e o seu público.

7 comentários para “Museus & Público

  1. Prezados,

    Enviamos em 14 de dezembro de 2015, às 16:34
    sob o numero (24338) a Pesquisa Anual de Museus.
    Queremos saber se está resolvido, ou ainda precisaremos responder novamente, se existem novas perguntas.
    Cordialmente,
    Maria Rita

  2. tenho interesse no debate sobre museus e seus públicos, e ainda mais sobre seus não-públicos.
    Acho inclusve que a chamada acima: “Se esse público é de turistas, moradores do entorno, jovens, escolares, idosos; se é um pequeno número ou se é volumoso… Esses são detalhes.” não é pertinente nem mero detalhe, são as opções feitas por nossos museus. Tenho interesse e prazer no debate. Abraços, Graça Vasconcelos´educadora do Museu do Homem do Nordeste/MEC

  3. Olá, Graça! Boa tarde! Obrigada pelo seu comentário e posicionamento a respeito do Projeto e do texto.

    Quando usamos o termo “detalhe” quisemos dizer na verdade que esses são “aspectos” ou “informações” que podem ser estudadas a respeito de um tema macro (em contraposição ao que seria entendido como detalhe, ou seja, pormenorização do tema), que é o proposto pelo Projeto: a relação propriamente dita entre os museus e seus públicos.

    As instituições não só podem como devem conhecer seus públicos e não-públicos para atuar de maneira mais eficaz no meio em que estão inseridas… e as possibilidades são vastas.

    No âmbito do Projeto Museus & Público propomos que esse estudo se inicie pela “contagem”, um dos muitos aspectos que podem ajudar o museu a conhecer quem o visita para trabalhar para melhor recebê-lo/acolhê-lo.

    Estamos felizes em poder trocar e dialogar com a sociedade de modo a comunicar mais claramente o que queremos. Dessa forma, iremos reelaborar esse trecho inicial para que reflita o sentido que intencionamos.

    Estamos à disposição. Abraço!

  4. Olá,
    Gostaria por gentileza de ter acesso ao ranking de visitação de museus brasileiros (não só os do IBRAM) em 2016, é possível?
    Desde já muito obrigada,
    Ana

    • Cara Ana, o resultado da visitação aos museus brasileiros no ano passado está sendo processado pelo Ibram e, em breve, será divulgado. Acompanhe pela nossa página web e redes sociais!

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days