Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado

Unidade Responsável: Coordenação de Patrimônio Museológico / Departamento de Processos Museais / Ibram

Programa para Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado Brasileiro

- Realizar ações de capacitação em gestão de riscos para acervos musealizados, para profissionais dos museus do Ibram e demais profissionais da área;

- Acompanhar tecnicamente  a elaboração e implementação do plano de gestão de riscos nas unidades museológicas vinculadas ao Ibram;

- Realizar visitas/ reuniões técnicas com os profissionais envolvidos na área de preservação e segurança dos museus do Ibram;

- Estabelecer convênios e acordos com instituições de pesquisa, órgãos de segurança, defesa civil, monitoramento climático, etc;

- Propor e orientar na a aquisição de equipamentos de preservação e segurança;

- Criar, em parceria com a CGSIM e CTINF, uma ferramenta (sistema informatizado) que permita o  um registro de voluntários, no âmbito do Ibram, para atuação em situações de emergência.

Indicadores e impacto

- Edição e publicação de documento de apresentação do Programa;

- Edição e publicação de cartilha contendo noções e direttrizes na área de gestão de riscos;

- Estabelecimento de acordos de cooperação técnica.

Resultados

- Fundamentação das estratégias de ação do Ibram no campo da preservação e segurança em museus;

- Atuação junto aos museus em ações de preservação e segurança pelos museus, buscando minimizar perdas de valor das coleções face a riscos e ameaças que podem afetar tanto os prédios onde estão instalados quanto seus acervos;

- Constituição de grupos técnicos nos museus dedicados à gestão de riscos;

- Apoio à articulação e constituição de ações de integração com órgãos governamentais com atuação nas áreas de pesquisa, preservação, segurança e monitoramento climático;

- Criação de mecanismos de monitoramento dos possíveis riscos; climáticos, geográficos etc;

- Estímulo à criação de força-tarefas nos Estados.

Cartilha Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado Brasileiro 

A cartilha tem como objetivo, apresentar conteúdo explicativo em linguagem simples e de forma didática referente ao tema da gestão de riscos em museus.

Indicadores e Impacto

- Edição e publicação da cartilha;

- Distribuição para os museus cadastrados no Cadastro Nacional de Museus, demais instituições, colaboradores e parceiros.

Resultados

- Divulgação da importância de implementação de ações  da gestão de riscos em museus;

- Alerta às unidades museológicas do Instituto e os museus em geral para os conceitos básicos da gestão de riscos em museus e para a importância da elaboração de planos de gestão de risco;

- Divulgação do Programa de Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado Brasileiro, instituído pelo IBRAM;

- Dotar os museus de instrumento de consulta e orientação quanto  a ações e conceitos na área de gestão de riscos.

Documentos:

Programa

Cartilha

9 comentários para “Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado

  1. Meu museu registrado no IBRAM está em risco pelo prédio e seu acervo. Já fizemos um projeto com um Produtor Cultural para auxílio financeiro; nos dizem que não há editais para isto, para Museus Particulares….

    • Caro Ovidio, museus que são instituições privadas sem fins lucrativos podem sim concorrer a editas do Ibram, como o Modernização de Museus, por exemplo. No momento, não há editais abertos. Saiba mais sobre nossos editais no link http://www.museus.gov.br/fomento/ e acompanhe nossa página web para atualizações. Obrigado!

  2. Olá! Estou realizando uma pesquisa acadêmica sobre obras de arte roubadas no brasil e não recuperadas. Soube da existência de um cadastro de obras desaparecidas realizado pelo IBRAM, porém não o encontrei no site. Gostaria de saber se há um banco de dados com essas informações e se posso ter acesso a elas?
    Muito obrigado.

  3. O Museu Taxidermico/Centro de Ciências interativas “casa de são José”, vem enfretando muitas dificuldades deste, seu processo de criação em 2003, mais em 2013, aconteceu uma incêndio na BR 316, onde o museu estava com uma exposição temporária em alusão semama nacional de museus, e agora e e 2015, foi alvo de uma ação de um lunatigico pisicotíco, onde quebro muitas peças de animais taxidermizados, gostaria de saber, se tem como capitar recursos, de modo emergencial para produção de novas peças e restauro das peças que podem ser restauradas, temos os documentos de boletim de ocorrencia para efeitos comprobatório. Genivaldo-diretor e Taxidermista museografo…

  4. Olá, sou coordenadora de Cultura, Patrimonio Historico e Memoria aqui do meu municipio. Estamos aqui criando um museu que contara sobre a historia do nosso municipio. até fiz sua inscrição para participar da 9ª primavera de museus. E agora o que faço para poder cadastra-lo no IMBRAM e assim poder tambem conseguir recursos para abri-lo

  5. NÃO OBTIVE RESPOSTA SOBRE A MINHA PERGUNTA REFERENTE AO INCENDIO QUE O MUSEU SOFREU EM 2013, COMO RECUPERA O ACERVO DE LIVRO QUEIMADOS, E QUANTO AO RESTAURAURO DAS OBRAS, POSSO INCLUIR- LAS NO PROJETO DE MODERNIZAÇAO EM MUSEUS

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days