A Assessoria econômico-política de Vargas é tema de evento no Museu da República

O Museu da República (MR/Ibram), no Rio de Janeiro, irá promover no dia 24 de abril, às 18h, uma mesa-redonda para o lançamento do livro Os boêmios cívicos – A Assessoria econômico-política de Vargas (1951-54). O livro conta a história do grupo que Getúlio montou para estudar os problemas e pensar a modernização do país, quando do seu retorno à Presidência da República, em 1951.

Apelidados por Vargas de “boêmios cívicos” por passarem as madrugadas trabalhando no Palácio do Catete, esse grupo de jovens, quase todos do Nordeste, entre eles Rômulo Almeida e Celso Furtado, foi o idealizador das instituições e empresas públicas que consolidaram o Estado brasileiro moderno, tais como Petrobrás, Eletrobrás, CNPQ, BNDES, Banco do Nordeste, Capes, Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia, entre outros avanços para a modernidade do Brasil.

Participarão da mesa-redonda o professor de sociologia da USP, Gabriel Cohn; o presidente do Centro Internacional Celso Furtado, Roberto Saturnino Braga; o professor de Ciências Políticas da UFPE, Marcos Costa Lima; a jornalista e tradutora Rosa Freire d’Aguiar e o professor de Economia e Relações Internacionais da UFRGS, Pedro Cezar Dutra Fonseca.

Os interessados em participar do evento deverão fazer inscrição através do e-mail centro@centrocelsofurtado.org.br.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days