5º FNM traz painéis, conferência e homenagem à Consciência Negra nesta terça

A quinta edição do Fórum Nacional de Museus (FNM), que começou ontem (19), e segue até a sexta-feira (23), no Sesc Quitandinha, na cidade de Petrópolis (RJ), traz uma ampla programação para esta terça-feira (20).

Pela manhã, continuam os oito mincursos programados para esta edição, com temas de interesse para o setor museal, que seguem até amanhã (21). Todas as atividades relativas ao 5º FNM estão disponíveis no blogue do fórum.

Painéis
A partir das 14h, começam os painéis que, dentre outros aspectos, tratam de temas em torno dos 40 anos da Mesa de Santiago do Chile. No horário das 14h às 15h45, acontecem dois deles: A importância das informações para a construção das políticas públicas culturais e Museu e desenvolvimento humano.

O primeiro trata do papel do Sistema Nacional de Informação e Indicadores Culturais (SNIC) para o Plano Nacional de Cultura (PNC) e os planos setoriais será um dos assuntos, ao lado de outros específicos para o setor de museus, com o programa iMuseus e outras ações desenvolvidas pelo Ibram/MinC. Participam Américo Córdula (Secretaria de Políticas Culturais/MinC), Rose Miranda (CGSIM/Ibram) e o pesquisador da área Economia da Cultura, Leandro Valiati.

O segundo painel propõe um olhar para o museu como “estrutura multifacetada”, capaz de refletir memórias, patrimônios e discursos diversos, assim como a transformação do papel social dos museus nas sociedades contemporâneas. Participam Marcia Rolemberg (Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural/MinC), Luiz Antônio de Oliveira (Museu da Maré/RJ) e Silvia Alderoqui (Museo de las Escuelas/Argentina).

Das 16h às 17h45 acontecem os dois últimos painéis do dia. O painel O que estaremos comemorando nos 40 anos da Mesa Redonda de Santiago/Chile? vai questionar o papel dos gestores públicos, privados e do terceiro setor no desenvolvimento do setor museal e discutir a construção de redes de informações das políticas na América Latina. Cícero Almeida (DEPMUS/Ibram), Manuel Gándara Vázquez (Instituto Nacional de Antropología e Historia/México) e Maria Cristina Oliveira Bruno (Museu de Arqueologia e Etnologia da USP) farão parte da mesa.

Já o painel Memórias em movimentos tem como objeto de discussão os museus, movimentos e personagens políticos e possibilidades de interpretação do real. A mesa é composta por Adelina Coda (Museu Che Guevara/Argentina), Elenira Mendes (Casa Memorial Chico Mendes/AC) e Noaldo Ribeiro (Resgate da Identidade Cultural/PB).

Conferência
A partir das 18h30 começa a conferência 40 anos da Mesa Redonda de Santiago/Chile (1972) – Entre o idealismo e a contemporaneidade, tema do 5º FNM. Os museus da América Latina e o desafio de unir esforços para uma mudança de mentalidade, questionando ainda o papel dos museus como agentes de mudança social e de desenvolvimento. Participam Paula Assunção dos Santos (Reinwardt Academie/Holanda), Maria Célia Santos (Secretaria de Cultura/BA) e Tereza Scheiner (ICOM).

Consciência Negra
Além da programação oficial, o 5º FNM conta com espaços e eventos alternativos para entretenimento do público. Nesta terça-feira, em função do Dia da Consciência Negra, serão exibidos filmes em comemoração à data durante todo o dia no Espaço Ibram.

Capas de livros do poeta gaúcho Oliveira Silveira (1941-2009)

Às 15h50, haverá uma sessão de contação de história com Wellington Pedro, apresentando História de Ananse. Já às 18h, no palco do auditório, declamação das poesias de Oliveira Silveira, um dos autores brasileiros que refletiram sobre a questão da consciência negra, por Geanine Escobar Vargas. Fechando a noite, a apresentação Éreke – que significa máscaras no idioma africano yorubá – mistura dança, música e poesia.

O 5º Fórum Nacional de Museus é uma realização conjunta do Ibram/MinC e da Associação Brasileira de Museologia (ABM), e conta com o apoio do Sesc Rio, da TAM, Infraero, Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI) e Prefeitura de Petrópolis. O evento tem o patrocínio da Petrobras, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Texto: Ascom/Ibram

 

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days