Retrospectiva Ibram: 2017 tem balanço positivo para o campo museal

Chamadas públicas para diretores de museus federais, institucionalização de políticas públicas, estudos para sustentabilidade e o 7º Fórum Nacional de Museus são alguns dos muitos acontecimentos que marcaram o ano de 2017 no campo museal sob a perspectiva do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Marcelo Araujo, presidente do instituto, destaca que 2017 “foi um período no qual, ao lado de todos os museus brasileiros, resistimos a manifestações questionando a liberdade de expressão artística, e reafirmamos o museu como um espaço plural e crítico, comprometido com a construção de diálogos e com o respeito à diversidade.”

Presidente do Ibram

Presidente do Ibram sobre 2017: “reafirmamos o museu como espaço plural e crítico”

Araujo lembra também que em 2018 celebramos os 200 anos no Museu Nacional (UFRJ), o primeiro museu do Brasil. “Efetivamente, um momento muito importante na medida em que vai permitir fazermos uma reflexão e um balanço das contribuições que a instituição museu trouxe para a cultura brasileira ao longo desses dois séculos”, acredita.

“Esperamos que essa comemoração possa marcar as ações de todos os museus ao longo do ano, reforçando o papel e a importância dos museus à cultura brasileira”.

Segundo o presidente, “em 2018 reiteramos nosso compromisso de fazer do Ibram uma instituição cada vez mais seja reconhecida como referência no desenvolvimento e implantação de políticas públicas para a área museal”.

Fazemos abaixo um balanço do ano que termina, destacando ações que tiveram e têm impactos no Ibram, nos museus e no setor museal brasileiro.

Políticas públicas em museologia social e educação museal foram institucionalizadas
Financiamento de museus e sustentabilidade foram temas relevantes
Temporadas de eventos e parcerias focam na visibilidade dos museus
Cursos e publicações contemplaram demanda do setor museal por capacitação
Obras e projetos arquitetônicos focaram requalificação dos museus da rede Ibram
Chamadas públicas para diretores de museus Ibram marcam 2017

Texto e foto: Ascom/Ibram

Publicado em

Um comentário para “Retrospectiva Ibram: 2017 tem balanço positivo para o campo museal

  1. O MINC está privilegiando as artes cênicas.
    Os museus estão ficando para trás, novamente.
    Adua Nesi/ Museóloga

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days